Um texto que você desejará imprimir para ler todos os dias

“Durma cedo. O dia começa à noite. Antes de ir para a cama, organize o dia seguinte. Com papel e lápis. Não deixe isso para a sorte. Os dias são meses e os meses são anos. Você só vive uma vez – honestamente. Tenha um caderno com seus objetivos. Mantenha-se fiel a eles. Renove-os, reescreva-os….

Distantes ventos

Corre às tardes calmas do poente, advindos de distintos campos, o vento úmido e quente que, ora passeia entre as horas, ora viaja para além do próprio tempo, separando-se da cadeia, alheando-se do cruel Cronos. Oh, que mornas tardes recordo-me agora, que mornos suspiros recordo tão tardiamente, como se fora inda outrora! Que tempos, que…

O ato de filosofar e a criação de conceitos

A filosofia é um todo constituído de diversas questões, indagações. Surgida pela necessidade de compreender o mundo, a existência, o estar-se no mundo, ela parte de uma investigação necessária, imanente ao ser. Segundo alguns filósofos, tais como Deleuze e Guattari, a filosofia não possui seus elementos criados a priori, no entanto, filosofia significa criar conceitos…

Confissão

A vida latente na vida. Interstício. Sombra e luz. A minha vida está fora da vida. Eu sei o que sinto, mas não sei como dizer. Por um instante saio de mim e, num ímpeto pérfido, volto, permito-me. Venha cá, dá-me tua mão. Permita-se sentir. Eu preciso dessa superfície fria, na qual toda vida se…

Sobre o amor

O sentimento que ocorre para além dos sentires já outrora definidos, sem vaidades ou pretensões, é um amor em estado de graça, mas só o é quando nada se pede: ama-se porque se ama. É uma causalidade atemporal porque não está contido na condição arbitrária dos mecanismos das relações por meio de causas materiais, é…

O amor e o Eterno

A capacidade inatingível de sermos a completude que ansiamos, é sempre nula, por distintas razões. Quer-se sempre, nihil est satis, nada é satisfatório. Em Schopenhauer, o ser é ele mesmo o paradoxo entre o querer possuidor e o tédio da posse: enquanto não se há, não se é, e quando já o é, não se…

O presente é sempre sobre morrer-se de instantes

Eu ainda nem sei como foi que entrei neste espaço de vida que alguns chamam presente. Acho que primeiro pus um pé e não lembro bem quando que o outro fez com que eu me encontrasse no mesmo plano. Mas ainda assim não me sinto inteira. Acho que uma parte de mim ficou para trás,…