Profundidade

Em cada nota,
Nas paredes de minha alma: labirintos,
Harmonias do teu ser.
Tua voz…
Mergulho em ti,

Fecho meus olhos,
… Por muito tempo estive distante,
E mais uma vez deixo ir.
Profundidade do teu ser…
Grande, escuro, profundo
Silêncio de um milênio em uma fração de segundo
E incontáveis segundos,
Girando lentamente, desaparecendo
Como em um filme em preto e branco,
Para sempre em uma eternidade…
Sobre as montanhas e além,
Batidas de um som que penetra minha alma,
Impregna meu ser,
O coro de anjos de prata
E depois, abaixo, descendo
– O mar,
Escuro…
Outra uma vez, caindo
Sumindo no abismo do teu ser.
Mergulho em ti,
Fecho os meus olhos,
Mundos dentro de mundos,
Em um outro tempo,
Do abismo às alturas,
Tua respiração,
Dança nos salões da existência,
Tua voz,
Subindo,
Alma que se dispersa na imensidão,
Harmonia
Girando em círculos,
Mergulho em tua voz
Teu ser
Desaparecendo em você
Tua voz
Girando em círculos outra vez
Para sempre

Anúncios

3 comentários sobre “Profundidade

  1. belezura de poema. essa jogo metafórico que incide da palavras o deslocamento entre a profundeza do ser análogo ao mergulho configura uma imagem de beleza lírica. círculos, anjos, montanhas. “Mundos dentro de mundos” conotam uma profundidade em camadas.
    (belo, poético, catártico, perfeito).

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s